A transformação dos produtos em serviços sob demanda é uma realidade que já faz parte dos nossos dias. Podemos presenciar mudanças em diversos setores, como: a compra de softwares, que foi substituída pela assinatura digital, o segmento de mídia que revolucionou com o Netflix, entre outros modelos de negócios que mudaram completamente sua forma de oferecer um produto ou serviço com o avanço da tecnologia.

A maneira como nos locomovemos está mudando e, com os avanços tecnológicos, um novo formato de mobilidade tem sido aprimorado para trazer benefícios significativos aos usuários e as empresas. O intuito é que a experiência de deslocamento se torne mais acessível e inclusiva para todos. 

Um aplicativo que lhe permita solicitar uma corrida de carro e, em poucos minutos, você já está a caminho do seu destino, ou um aplicativo que facilite o dia a dia do motorista com informações, em tempo real, das condições do trânsito já fazem parte dos nossos dias. 

Cada vez mais, tecnologias que promovam melhorias à mobilidade urbana, principalmente nos grandes centros, sejam adaptadas e inseridas no cotidiano da população. E, é nesse momento, que precisamos falar da tendência que é vista como solução para os desafios de mobilidade, o Mobility as a Service.

O que é Mobility as a Service (MaaS)?

O Mobility as a Service (MaaS), em português Mobilidade como Serviço, é um formato de negócio inteligente, caracterizado pela integração dos serviços de transporte, seja ele público ou compartilhado, em uma única plataforma.

Uma infraestrutura de transporte conectada, baseada no uso de dados, é um caminho ainda ambicioso, mas necessário para toda a população. O MaaS faz parte de um conceito de mobilidade inteligente, onde as alternativas de deslocamento sejam muito mais velozes e mais integradas, com uma gestão do percurso mais dinâmica e personalizada.

Com a adequação dos meios de transporte utilizados nos grandes centros urbanos, como ônibus, metrô, carros particulares, bicicletas e entre outros, a Mobilidade como Serviço integrará esses veículos fornecendo ao usuário a gestão desde o planejamento do percurso até o pagamento simplificado, com toda a perspectiva centrada no cliente.

Por quê agora?

Toda essa motivação tem ganhado força devido o crescente aumento da população mundial, que deverá atingir 9,7 bilhões no ano de 2050. A previsão é que a população global vivendo em áreas urbanas aumente dos 55% (dado de 2018) para os 68% até 2050, o que resultará em relevantes problemas de congestionamento de tráfego.

Segundo especialistas, o aumento da infraestrutura da rede de transporte não é visto como ideal para resolver o problema de tráfego das cidades, devido ser necessário um alto investimento e ser uma solução apenas temporária. A implementação do MaaS é considerada uma resposta mais eficiente, que deverá otimizar a forma de gerenciar o congestionamento nas cidades, bem como encurtar o tempo de deslocamento, tornando todo o trajeto mais vantajoso.

Nessa linha, as cidades estão se tornando “cidades inteligentes” ao usar big data (análise e interpretação dos grandes volumes de dados gerados) e a comunicação bidirecional como parte de suas soluções. Com o MaaS, o objetivo é que o número de carros privados diminuem à medida que a integração das alternativas de transporte inteligente se tornem mais efetivas.

Como o MaaS altera a mobilidade corporativa?

Programar uma viagem usando apenas serviços online é bem comum atualmente. Algumas ferramentas online integram diversos serviços necessários para uma viagem, como a compra de tickets, solicitação de reserva de hotel, pagamento de transporte, em um mesmo local, o que gera um grande volume de dados com as preferências do usuário. Essas informações poderão ser usadas como referência para a criação e desenvolvimento de soluções no setor de transporte. 

Ferramentas inteligentes podem oferecer opções de transporte e/ou percurso baseados em dados já computados, exibindo horários e informações de trânsito em tempo real, e qual possui o melhor preço e tempo de trajeto no momento.

O MaaS tornará as viagens de negócios mais rápidas, descomplicadas e acessíveis para as empresas, possibilitando uma experiência de trajeto mais eficiente, personalizada e agradável.

Será interessante ver como o setor de transporte se desenvolverá ao longo dos próximos anos. Se você gostou do tema e quiser saber mais sobre a Mobilidade como Serviço assine nossa newsletter e não perca as novidades.