Quando o assunto é dinheiro, o clima tende a ficar mais delicado. Contudo, um passo importante para o sucesso é conhecer muito bem sua empresa e seu modus operandi.

Boas estratégias, aliás, surgem da proximidade dos gestores com a atuação organizacional, sendo a praticidade, além de um alicerce para o bem-estar dos colaboradores, um anseio no trabalho é sinônimo de produtividade. E não há nada mais prático (e seguro!) do que um meio de pagamento único!

Mas qual o diferencial do meio de pagamento único?

Unificar os pagamentos da empresa em um único meio não é só uma forma de simplificar os processos financeiros, mas também de ter mais conhecimento de como a sua organização tem operado. A partir da escolha, pois, é possível analisar dados que são gerados pelo controle do fluxo de caixa, moldar estratégias com um ROI coerente e firmar argumentações ricas em negociações de descontos com fornecedores.

Ou seja, estudar opções para unificar o meio de pagamento é, sobretudo, uma forma de fornecer benefícios para a gestão empresarial. Aqui, portanto, iremos expor os meios pelos quais o mercado opera e o contexto em que cada um é aplicado para que, após a leitura, você consiga tomar decisões lógicas e que façam da sua empresa um sucesso.

1. Faturamento

Uma forma que é bem tradicional – e não a mais indicada – no mercado corporativo brasileiro e utilizada (ainda), principalmente, por empresas de pequeno porte.

Nessa opção, existe uma agência que intermedeia todo o gerenciamento de reservas, seja de passagem aérea, hospedagem ou aluguel de carro, e emite a fatura a ser paga pelo contratante. O prazo de quitação é, geralmente, de 7 a 10 dias e não apresenta tanta flexibilidade.

Devido a intermediação, taxas de administração por parte da agência são comuns nesse meio de pagamento único, além de não apresentar uma negociação ativa, já que tudo interdepende dos fornecedores.

2. Cartão de crédito corporativo

É a forma mais acessível para a unificação, além de ser o mais prático.

Como não há intermediadores, ademais, é um meio de pagamento único transparente e mais seguro. Além de apresentar uma flexibilidade quanto aos prazos das faturas, as quais são cobradas uma única vez, já que se centraliza o faturamento de todos os fornecedores.

Contudo, não há um controle de gastos garantido. As faturas geradas não são detalhadas, mostrando apenas quanto custou o serviço, onde e quando ele foi efetuado – sendo a data da compra passível de alteração no extrato.

Os benefícios, por sua vez, são variáveis e envolvem seguros pessoais e materiais, acúmulo de milhas, emissão de relatórios com transparência de gastos, dentre outros.  É importante estudar as opções disponíveis e explicitar as prioridades da empresa para que se possa escolher o melhor fornecedor. Selecionamos alguns exemplos destacando seus diferenciais:

American Express® Business

O American Express® Business do Bradesco é aconselhado para empresas que pretendem ter um foco no acúmulo de milhas e que ajustam um cartão para cada viajante corporativo. Com o ajuste, os gastos são descentralizados e tem foco no viajante em si.

Itaucard Business Mastercard

O Itaú vem sendo destaque com seu diferencial tecnológico e a praticidade de suas plataformas mobile. Aliás, a empresa desbancou o BB e se tornou a líder no mercado de crédito. O Itaucard Business Mastercard, por sua vez, é aconselhado para micro e pequenas empresas que procuram uma opção em que possam parcelar seus gastos e que priorizam vantagens de compras com lojas parceiras da operadora de crédito.

3. Cartão de crédito virtual

O cartão virtual é um tipo de cartão de crédito que pode ser solicitado pela empresa como meio de pagamento único.

Tem como diferencial o detalhamento de todos os gastos na fatura, não apenas as informações do cartão de crédito convencional.

Não gera, também, custos extras para a empresa que mantém com o cartão virtual, já que as operadoras de crédito não cobram taxa de anuidade sobre a nova modalidade. Também, centraliza os custos e, priorizando a gestão, se obtém todos os dados possíveis sobre as compras efetuadas. Basta determinar qual a melhor bandeira e fornecedor para sua empresa e solicitar o cartão de crédito virtual como meio de pagamento único.

Quanto aos benefícios, varia da modalidade do cartão solicitado e da pretensão da empresa quanto às suas finalidades. Selecionamos alguns exemplos para ilustrar algumas opções de cartão no mercado:

American Express® Conta EBTA

Uma modalidade do Bradesco exclusiva para a compra de passagens aéreas. Dentre os benefícios, a Conta EBTA:

  • Prioriza a segurança dos viajantes e de materiais, sendo incluso seguros para acidentes pessoais em viagem e bagagem;
  • Uma conta única que centraliza todos os gastos;
  • Elabora relatórios que facilitam na análise de dados presentes na fatura.

Mastercard CTA

Uma modalidade do Mastercard para passagens aéreas e hospedagem. Dentre os benefícios, a Mastercard CTA:

  • Com uma conta única, armazenada na agência de viagens corporativas, prioriza a centralização e controle de gastos;
  • Emite relatórios com as transações transparentemente;
  • Seguros e assistências pagas pelo CTA;
  • Personalização pelo CTA Aéreo e CTA Hotel.

Wex Travel

A modalidade da Wex para viajantes corporativos apresenta, dentre os benefícios:

  • Especialidade corporativa derivada da consciência de marca da Wex;
  • Emissão de relatórios completos de compra, protegendo contra fraudes;
  • Uma opção essencialmente funcional que automatiza os processos.

Ser prático e único, hoje em dia, é o segredo do sucesso.

Tornar os processos mais práticos a partir da escolha de um meio de pagamento único é se preocupar com a produtividade de todas as áreas da sua empresa. Ademais, todo o gerenciamento se agiliza. E agilidade é um dos pilares do rendimento das organizações atualmente, principalmente da BTM.

Agora que tem conhecimento, está na hora de analisar as opções propostas. Alguma dúvida? Fale conosco!