Os avanços tecnológicos têm gerado grandes impactos, seja no desenvolvimento de um produto ou prestação de serviço. E, essas inovações atingiram, principalmente, a mobilidade urbana, mudando a forma tradicional como as pessoas se locomovem nas grandes cidades..

Novas possibilidades de meios de transporte já vêm ganhando espaço no cenário atual, com opções cada vez mais integradas, no qual as alternativas de locomoção públicas e privadas trabalham juntas para facilitar e ampliar as opções de deslocamento das pessoas..

A mobilidade urbana tem tornado-se cada vez mais personalizada, com trajetos multimodais, baseados nas preferências de cada pessoa quanto a tempo, valor e segurança. E, nesse contexto, tecnologias que facilitam o deslocamento são vistas como uma das principais tendências para resolver os desafios da mobilidade urbana — como, por exemplo, os longos congestionamentos.

Segundo um estudo feito pela McKinsey & Company, o How to make a city great, até 2030, 60% da população mundial viverá nas cidades (10% a mais que os dias de hoje) — o que pode significar um grande impacto nas vias urbanas, visto que a infraestrutura atual não conseguirá suportar o aumento de veículos. Com isso, novidades tecnológicas, políticas inteligentes e inovações se tornam cada vez mais necessárias para resolver e otimizar esse cenário, ao mesmo tempo que criam um meio mais sustentável.

Como uma das novidades para a melhoria da qualidade de vida, a Uber criou uma importante iniciativa que almeja transformar o mundo através do compartilhamento aéreo de viagens: a Uber Elevate.

Essa inovação veio para mostrar que a realidade de veículos autônomos está cada vez mais próxima, com a Uber Air – taxis voadores. O conceito dessa nova opção de locomoção se baseia em voos curtos entre as cidades, feitos por frotas de pequenas aeronaves elétricas. Pode-se resumir que será um meio de transporte elegante, mas, ao mesmo tempo, simplório, focado mais na execução do processo do que em conforto.

Skyports convenientemente localizados também serão projetados para atender as operações da Uber Air, ajudando com a potencial demanda por voos.

Com esse lançamento, a Uber busca resolver uma das principais dores da população mundial: a “perda de tempo” no trânsito. E o transporte on-demand foi percebido pela organização como umas das soluções para melhorar a mobilidade urbana, devolvendo para os profissionais o tempo perdido diariamente com deslocamento. 

A visão parece bem ambiciosa e ainda há questões e desafios a serem resolvidos, mas os voos pilotos já estão marcados para o próximo ano e as operações oficiais têm previsão para iniciar a partir de 2023 – a princípio nas cidades de Los Angeles, Dallas e Melbourne. Com o crescimento desse mercado, ao longo dos anos, a Uber prevê que os táxis aéreos elétricos transportarão as pessoas pelo mesmo preço que o serviço UberX.

E no Brasil, como está os avanços da mobilidade urbana?

As grandes cidades brasileiras sofrem constantemente com as dificuldades e limitações para desenvolver soluções para os longos congestionamentos, o que torna a situação um assunto em alta nos debates atuais.

Uma das soluções percebidas por especialistas é o investimento na ampliação dos serviços de transporte modais, que podem conter a quantidade de veículos que enchem as ruas das grandes cidades do Brasil.

Entretanto, é preciso também promover uma real mobilidade urbana no país, indo além de obras de infraestrutura rodoviária, adotando medidas que incentivam o uso do transporte público e da economia compartilhada. Não podemos deixar de pensar também na escolha por meios de transporte sustentáveis, como bikes e veículos elétricos — e, agora, cada vez mais próximo da nossa realidade, os veículos autônomos. 

Apesar do modelo de trabalho home office estar crescendo, o dinamismo dos centros urbanos continuará sempre ligado aos desafios da mobilidade urbana. A adesão de melhores práticas precisa ser vista com mais atenção e prioridade pelo poder público, mas também por toda a população.

As inovações tecnológicas e as diferentes inteligências permitem a otimização dos processos, garantindo praticidade e eficiência das atividades diárias. E, estar atento às novidades e tendências do mercado faz toda a diferença para quem busca melhorar a qualidade de vida.

Este conteúdo sobre o futuro da mobilidade urbana foi útil para você? Então, siga-nos nas redes sociais e acompanhe novos posts exclusivos como este.