No planejamento de uma viagem de negócios é importante
calcular a diária média na cidade e, para isso, alguns pontos precisam ser levados em consideração no momento de prever os custos, como despesas de hospedagem, refeições, táxis, lavanderia, bem com outros itens essenciais diários. E, estes gastos, muitas vezes combinados com a alta demanda de passagens aéreas, hotéis, e restaurantes, podem tornar as viagens corporativas excessivamente caras.

No início deste ano, a ECA International divulgou um ranking das cidades mais caras do mundo para viajar a negócios em 2019.

Lista das cidades mais caras do mundo para viagens corporativas:

1º lugar: Nova Iorque, Estados Unidos

A cidade de Nova Iorque permanece em primeiro lugar pelo segundo ano consecutivo, justificando a sua posição à alta demanda por hotéis na cidade e o bom desempenho do dólar, resultando em um custo diário calculado em US$ 799,00.

Abrigando empresas de todas as partes do mundo e um cenário tecnológico emergente, é possível conciliar a viagem de negócios à Big Apple com visitas aos museus da cidades, antes de assistir a um show da Broadway.

2º lugar: Genebra, Suíça

Assumindo o segundo lugar do ranking das cidades mais caras do mundo, Genebra se tornou a cidade mais cara da Europa para viajar a trabalho, com um custo diário de US$ 719,00.

Vista como uma cidade internacional e multicultural, Genebra presenteia seus visitantes com várias opções de restaurantes que lhe permitem dar uma volta ao mundo e com cenários belíssimos, como o do Lago de Genebra e sua famosa fonte Jet d’Eau.

3º lugar: Zurique, Suíça

Um dos maiores centros de negócios e financeiros da Europa, outra cidade suíça assume as primeiras posições do ranking, com uma média diária de custo de US$ 661,00.

Localizada nas margens Lago de Zurique e perto dos Alpes, atividades ao ar livre são as principais escolhas de quem visita a cidade. Uma corrida ou um passeio de bicicleta pelo lago é uma ótima pedida entre reuniões.

4º lugar: Washington DC, Estados Unidos 

Com uma média de gasto de US$ 621,00 por dia, a capital americana assumiu o quarto lugar da lista das cidades mais caras do mundo.

A cidade está repleta de história e memoriais icônicos para conhecer. Uma visita ao Newseum para ver as fotos ganhadoras do Prêmio Pulitzer, seguida de uma ida até o último andar do museu para apreciar uma das melhores vistas de Washington DC, é uma excelente pedida antes do início da próxima reunião.

5º lugar: Paris, França

Terceira cidade mais cara da Europa, Paris aparece em quinto lugar, com um custo médio diário de US$ 617,00. Conhecida pelo grande número de turistas que visitam a cidade, Paris também é uma das principais cidades escolhidas para sediar as principais conferências e feiras de negócios do mundo.

Aproveite para distrair dos compromissos corporativos, observando a cidade das luzes do topo da Torre Eiffel, ou fazendo uma visita ao Museu do Louvre e ao Jardim de Luxemburgo.

O ranking da ECA das cidades mais caras do mundo para viagens a negócio analisou os preços médios de hospedagem em hotéis quatro estrelas, bem como transporte, táxis, bebidas, refeições e lavanderia. 

Em um ranking mais abrangente, a Business Travel News listou as 100 cidades mais caras do mundo para viagens a trabalho, em que, São Paulo e Rio de Janeiro ocupam, respectivamente, as 75ª e 77ª posições, sendo as únicas cidades do Brasil no levantamento. O estudo levou em consideração: despesas com hospedagem, refeições e translado.

E, como conselho para quem busca os melhores preços ao planejar e realizar uma boa gestão de viagem, a ECA International recomenda observar as médias de preços referentes a cada mês para conseguir prever e, até mesmo, reduzir os custos da viagem a trabalho, bem como evitar datas com grande fluxo de turistas.

Sua empresa está gastando muito em viagens?  Entenda a importância de estabelecer uma gestão de viagens!